agosto
25
/ 11

Paróquia de Santo Amaro em Taquaritinga do Norte completa 210 anos

•Publicado Por alexandre ás 10:24

A história da paróquia de Santo Amaro vem de braços dados com o período de povoação do municio de Taquaritinga do Norte. Tudo começou em 1801 a 210 anos atrás quando o povo fez solicitação ao Bispo de Olinda da época, Dom José Joaquim para a criação de uma freguesia, uma vez que há dez anos a capela de Santo Amaro já havia sido erguida.

O pedido logo foi deferido, onde se tornou sede de mais quatro capelas: a de São José da cidade de Vertentes, a de Nossa senhora da Conceição, na Lapada, a de Bom Jesus na Santa Cruz e a de Santo Antônio, em Jacarará, mais tarde a nova freguesia se transforma em Matriz ainda pertencente a Comarca de Limoeiro.

Na época a freguesia regia várias capelas de várias cidades, as quais podemos citar: Santa Cruz do Capibaribe, Poço Fundo, Santa Maria do Cambucá, entre outras.

Em 1812 iniciou o trabalho de reconstrução da antiga capela que por demorar muito a finalização da obra veio a desmoronar. Então só em 1860 com a ajuda do povo retomaram os trabalhos de reconstrução que duraram cerca de oito anos para conclusão.

A Paróquia já pertenceu ao bispado de Olinda, Recife, Nazaré da Mata e só no ano de 1963 passou a pertencer a Diocese de Caruaru, a qual é a mais antiga das regida pelo Bispo Dom Bernardino Marchio.

Seu padroeiro é Santo Amaro, conhecido pelo Santo Fujão, sendo um mistério que os antigos atribuem a mais um milagre do Santo.

Este ano a paróquia completa 210 anos de história, fé e graças concebidas e por este motivo uma vasta programação foi elaborada para comemorar esta grandiosa festa.

Programação:

Dia 25 /08

19h – Reza do terço

19h30 – Missa da Graça celebrada pelo Frei Lopes

21h – Abertura oficial do museu histórico da Matriz

Dia 26/08

19h – Reza do terço

19h30 – Missa celebrada pelos Padres filhos de Taquaritinga com participação do coral Imaculado Coração de Maria do Distrito de Gravatá do Ibiapina, apresentações da academia experimental e banda musical Carminha Arruda.

21h – Quermesse com a pastoral familiar e apresentação de trio pé de serra.

Dia 27/08

18h30 – Reza do terço com os Grupos dos terços dos homens das cidades de Santa Cruz do Capibaribe, Toritama, Jataúba e Pão de Açúcar.

19h – Acolhida de todas as comunidades e dos filhos ausentes da cidade defronte a Praça da Bíblia

19h40 – Santa missa presidida pelo pároco Ivemar Pontes

21h – Descerramento do marco em comemoração aos 210 anos da Paróquia

21h30 – Show com a Banda Santa Clara

Dia 28/08

10h – Santa Missa e celebração da 1ª eucaristia

16h – Grande concentração na entrada da cidade de onde partirá em direção a Igreja Matriz com animação de Trio elétrico, do grupo jovem de Toritama, Comunidade Divina Misericordia de Santa Cruz do Capibaribe, Banda Javé Hyre e circo da cidade das Vertentes.

18h – Missa campal presidida pelo Padre Bianch Xavier

20h – Encerrando as festividades show com a Banda kairós

A lenda do santo fujão – Santo Amaro

Um mistério envolve a história do padroeiro de Taquaritinga do Norte, mistério esse que os antigos atribuem a mais um milagre de Santo Amaro, e que lhe rendeu o apelido de “Santo Fujão”.

Diz a tradição oral que no sítio Queimadas, no século XVIII, o proprietário dessas terras construiu uma capela em homenagem a Santo Amaro, de quem era devoto. Com o passar do tempo, muitos fiéis começaram a freqüentar o lugar para fazer orações e promessas ao santo. Como o fluxo de pessoas foi aumentando e o acesso ao local era difícil, a imagem foi transferida para uma outra capela, localizada onde hoje é o centro de Taquaritinga do Norte.

O mistério é que no dia seguinte, a imagem havia desaparecido. Logo se espalhou a notícia de que tivera sido roubada, mas os ânimos foram acalmados quando a encontraram na pequena capela do sítio Queimadas. A única explicação para o ocorrido é que a pessoa que havia pego a imagem se arrependeu por causa da indignação da população e, por medo, a levou ao seu antigo altar. Os devotos devolveram a imagem à capela mais central, mas no outro dia, lá estava ela outra vez no Sítio Queimadas.

O fato mexeu com todos. Foi aí que algumas pessoas colocaram o Santo na nova capela e ficaram de vigília no lado de fora, dia e noite. Não adiantou, a imagem voltou para o seu local de origem. O trabalho foi intensificado, o Santo foi trazido mais uma vez, e passaram a vigiar a Capela por dentro e por fora o dia inteiro. E aí o milagre aconteceu à vista de todos os presentes: a imagem sumiu e apareceu na outra capela.

Com isso a população ficou convencida de que era vontade de Santo Amaro ter sua imagem na capela do sítio Queimadas. Após uma reunião, o povo decidiu fazer uma negociação com o Santo. A ele foram oferecidas terras, uma igreja grande, casas e, ainda, tornar-se o patrono do lugar, que estava próximo de virar cidade. Assim tudo foi feito. A imagem foi reconduzida à nova capela, a população fez um pedido solene para que o Santo ficasse ali. E assim, Santo Amaro foi convencido a não mais voltar para o sítio Queimadas e tornou-se padroeiro do lugar que mais tarde transformou-se na cidade de Taquaritinga do Norte.

Quem foi ele? Nascido na Itália, no ano de 493, Mauro Aba de Cupe – Amaro é seu nome aportuguesado – carregou na sua história uma vida cheia de oração e milagres. Filho do Senador Romano Eqüício e de Júlia, dos discípulos de São Bento, ele foi o que mais se destacou.

Durante os seus 72 anos de vida, Santo Amaro curou muitos enfermos, um mudo paralítico, um cego de nascença e profetizou a morte de São Bento. Mas um dos fatos que mais marcou sua história foi quando correu sobre as águas para salvar um jovem que estava sendo levado pela correnteza.

Santo Amaro construiu 120 mosteiros por toda a França. Ele morreu no dia 15 de janeiro de 565, e hoje, tendo seu dia no calendário da Igreja comemorado na mesma data de sua morte, é padroeiro de várias cidades do Brasil.

Share and Enjoy:
  • Print
  • Digg
  • StumbleUpon
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Yahoo! Buzz
  • Twitter
  • Google Bookmarks

Uma ideia sobre “Paróquia de Santo Amaro em Taquaritinga do Norte completa 210 anos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current day month ye@r *